Medalha comemorativa de Louis Braille

Medalha Louis Braille

Olá amigos blogueiros, e então, foram bem de feriado?
Eu acabei ficando em SP mesmo – que pena! – mais especificamente encaixotando coisas para finalizar minha mudança.
Sexta-feira estive na cidade maravilhosa participando de um super evento no Instituto Benjamim Constant. Preciso contar pra vocês que fiquei me achando, afinal fui representando ninguém mais ninguém menos que D. Dorina Nowill…
Ao chegar no IBC fiquei morrendo de inveja dos cariocas. Imaginem trabalhar ou estudar sentindo aquele cheiro maravilhoso de mar…
Bom, como diria minha avó, Deus não dá asas a cobra… Se eu morasse num lugar desses não iria sair da praia.

Ah sim, vamos ao evento. Foi o lançamento da medalha comemorativa do bicentenário de Nascimento de Louis Braille. Foram produzidas medalhas de ouro, de prata e de bronze; a produção é da Casa da Moeda em número limitado. Foi uma honra para mim participar do ritual de descaracterização da matriz dessas medalhas. O procedimento é bem interessante, para garantir que não serão produzidas outras cópias posteriormente, são feitas algumas marcas no molde com um instrumento pontiagudo, como se fosse um punção gigante, e a gente bate com um martelo encima desse instrumento para fazer a tal marca.

Adorei conhecer o pessoal do Instituto Benjamim Constant e quero muito voltar lá com calma para conhecer melhor o trabalho e as dependências deles.

Ficou a vontade de um passeio a beira mar…

Beijos e até
Thays Martinez | blog@fundacaodorina.org.br

Anúncios

2 Respostas para “Medalha comemorativa de Louis Braille

  1. Vanessa Lourenço

    Adorei esse blog,quero saber se vocês tem pra vender essa medalha, se tiver qual o preço?

  2. Sancionada lei federal que desonera produtos para pessoas com deficiência

    O deputado Otavio Leite (PSDB-RJ) conseguiu aprovar na Lei 12.058/09, pubicada no Diário Oficial da União desta quarta-feira (14/10), uma emenda reduzindo a zero a alíquota do PIS/PASEP e da Cofins incidente na importação ou na venda no mercado interno de cadeiras de rodas, próteses, almofadas para prevenir escaras (usadas em hospitais) e plataformas elevatórias (para facilitar o acesso de cadeiras de rodas).
    O objetivo é reduzir o preço dos artigos para o consumidor final, que normalmente já arca com outras despesas médicas. Para o deputado, a redução nos impostos e tributos representa uma melhora na qualidade de vida dos brasileiros que possuem algum tipo de deficiência.
    “Por linhas tortas vamos escrever direito uma decisão da maior relevância em relação a um conjunto de brasileiros e brasileiras com algum tipo de deficiência física, auditiva, visual e/ou intelectual, que somam 15% da população. É um avanço e nós vamos fazer com que milhares de deficientes possam comprar produtos mais baratos para o bem de suas vidas”, afirmou.

    Veja trecho da redação oficial da Lei 12.058/09:

    Art. 42. Os arts. 8o e 28 da Lei no 10.865, de 30 de abril de 2004, passam a vigorar com a seguinte redação:
    “Art. 8º …………………………………………………..
    § 12. …………………………………………………..
    XVIII – produtos classificados na posição 87.13 da Nomenclatura Comum do Mercosul – NCM;
    XIX – artigos e aparelhos ortopédicos ou para fraturas classificados no código 90.21.10 da NCM;
    XX – artigos e aparelhos de próteses classificados no código 90.21.3 da NCM;
    XXI – almofadas antiescaras classificadas nos Capítulos 39, 40, 63 e 94 da NCM.
    § 13. O Poder Executivo poderá regulamentar:
    …………………………………………………………………………………
    II – a utilização do benefício da alíquota 0 (zero) de que tratam os incisos I a VII e XVIII a XXI do § 12 deste artigo.
    ………………………………………………………………………..” (NR)
    “Art. 28. …………………………………………………..
    XV – artigos e aparelhos ortopédicos ou para fraturas classificados no código 90.21.10 da NCM;
    XVI – artigos e aparelhos de próteses classificados no código 90.21.3 da NCM;
    XVII – almofadas antiescaras classificadas nos Capítulos 39, 40, 63 e 94 da NCM.
    Parágrafo único. O Poder Executivo poderá regulamentar o disposto nos incisos IV, X, XIII e XIV a XVII do caput deste artigo.”
    http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2007-2010/2009/Lei/L12058.htm

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s