Trocando de lugar

Olá amigos blogueiros, hoje queria compartilhar com vocês um pequeno drama freqüente na vida de quem tem uma deficiência visual.

Às vezes uma tragédia, às vezes vira comédia.

Fato é que trocar um objeto de lugar alguns poucos centímetros pode nos fazer acreditar em duendes, ou seriam gnomos? Ah não sei qual deles que faz essas travessuras de trocar coisas de lugar.

Dia desses acabei de tomar banho e fui pegar meu hidratante de corpo que eu havia deixado sobre a mesinha de cabeceira. Já era tarde da noite e eu perdi o sono, pois revirei o quarto em busca do tal do hidratante e nada. Depois de procurar na cômoda, nas gavetas, no guarda-roupa, na mesa do computador, debaixo da cama, acabei achando mais sensato passar um outro creme e tentar resgatar o sono perdido.

No dia seguinte contei para minha mãe o acontecido e assim que ela entrou no quarto…

“Ah, tá aqui, na janela!”

Claro, alguém trocou o tal pote apenas uns poucos centímetros de lugar, simplesmente porque não entendem que para nós isso é o mesmo que quilometros de distância!

Por favor, vamos iniciar uma campanha pelo direito de se ter as coisas no mesmo lugar! Acham que cabe um projeto de lei, ou é melhor uma convenção internacional?

Beijos e até a próxima

Thays Martinez | blog@fundacaodorina.org.br

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s