Seminário Internancional de Acessibilidade – Foz do Iguaçu

O que é o Seminário?

O seminário reúne palestrantes da área técnica com expertise em acessibilidade que mostrarão o resultado do trabalho que realizam e experiências interessantes que poderão ser multiplicadas em outros locais.

O público alvo são profissionais das áreas ligadas à engenharia, arquitetura e agronomia, gestores e ténicos públicos e da iniciativa privada e interessados no tema.

O PROGRAMA

O Programa de Acessibilidade do CREA-PR tem como objetivos principais inserir as questões afetas à acessibilidade em todas as instâncias do Conselho e conscientizar os profissionais e toda a sociedade civil sobre a importância do atendimento às normas vigentes que se referem à acessibilidade, de forma a garantir o acesso pleno de pessoas deficientes em obras e serviços de Engenharia e Arquitetura.

 OBJETIVO GERAL:

Implementar ações para:  Inserção das questões afetas à acessibilidade em todas as instâncias do CREA-PR; conscientizar os profissionais da engenharia, arquitetura e agronomia, bem como a sociedade em geral, quanto à importância de atendimento às normas vigentes que se referem à acessibilidade, de forma a garantir o ACESSO UNIVERSAL a todas as pessoas com necessidades especiais.

 Acesse o site do Seminario aqui ou se preferir acesse o link do formulário de inscrição aqui.

Fonte: www.rinam.com.br

Anúncios

Em São Paulo, pessoa com visão monocular tem mesmos direitos que demais

A luta pela inclusão e proteção à pessoa com deficiência conquistou mais uma vitória nesta quinta-feira, 14, com a sanção do governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), a Lei Estadual 14.481/11 de autoria do deputado estadual Marcos Martins (PT).

O texto da nova Lei, aprovado por unanimidade em sessão extraordinária no plenário da Assembleia Legislativa (Alesp), no dia 15 de junho, prevê a promoção da igualdade através da classificação da visão monocular, também definida como pessoas que só podem enxergar com um dos olhos, como deficiência visual, a fim de que essas pessoas tenham acesso aos benefícios legais destinados aos demais deficientes.

Com a sanção, impedimentos externos comuns aos monoculares, presentes em diferentes esferas do cotidiano, principalmente na disputa por uma vaga no acirrado mercado de trabalho, deixam, agora, de existir no estado de São Paulo.

É comprovado que a visão monocular dificulta a definição de profundidade e distância, podendo se tornar um obstáculo na atuação dessas pessoas na esfera social. No Brasil, a proteção à pessoa com deficiência é preceito expresso na Constituição Federal de 1988, mas textos legais definiam quadros de deficiência, como físicas, auditivas, visuais, por exemplo, deixando um vácuo no entendimento de outras experiências de perdas orgânicas.

O Poder Judiciário já apresentou decisões em favor da inclusão da visão monocular nos quadros de deficiência, objetivando a condução de seus portadores ao acesso a direitos já garantidos em lei, como reserva de vagas em concursos públicos, isenção em transporte coletivo, inserção na iniciativa privada e aquisição de próteses oculares, por exemplo. Uma luta travada pela Associação Brasileira dos Deficientes com Visão Monocular, que recebe apoio do mandato do deputado Marcos Martins desde 2008.

Para Marcos Martins, a sanção representa uma vitória. “Em média, 1 a 2% da população brasileira possui visão monocular, sendo que, somente em São Paulo, encontramos cerca de 400 mil. É um número alto, principalmente quando tratamos de pessoas que estão à margem. A conquista é tanto da luta pela inclusão quanto contra o preconceito e discriminação”, disse.

De acordo com ele, a Lei faz parte de uma política de inclusão social que intensificara no governo do presidente Luis Inácio Lula da Silva. “Esta lei é muito importante para o universo dos trabalhadores que anseiam pela ampliação e consolidação de seus direitos. E a medida vai ao encontro das políticas sociais implantadas pelo governo do presidente Lula e que estão sendo ampliadas pela presdiente Dilma”, ressaltou.

Fonte:

http://www.marcosmartinspt.com.br

http://www.vidamaislivre.com.br/noticias/noticia.php?id=3659&/em_sao_paulo_pessoa_com_visao_monocular_tem_mesmos_direitos_que_demais

II Caravana da Inclusão Social, Cidadania e Acessibilidade -PIRACICABA

A Secretaria dos Direitos da Pessoa com Deficiência, com apoio da União dos Vereadores do Estado de São Paulo inicia em Piracicaba, no próximo dia 30 de julho (sábado), a segunda versão da Caravana da Inclusão Social, Cidadania e Acessibilidade para debater as questões relacionadas à educação inclusiva e mercado de trabalho.

 A Secretaria, para direcionar a caravana, fez pesquisa junto à rede estadual de ensino, que mostrou que as relações familiares estão extremamente ligadas ao mau desempenho deles na escola. Ficou claro também que muitos profissionais de Ensino têm dificuldade em compreender o que é deficiência. “Por isso, a Educação Inclusiva deve ser adotada como uma política sistêmica, sendo inserida em meios educacionais de forma generalizada, fazendo com que cada  vez mais haja conexão entre todos os alunos das redes de ensino”, disse a secretária Linamara Rizzo Batistella.

 Será realizado para esse fim, uma série de 10 seminários, estrategicamente divididos pelo Estado. Os eventos terão o apoio das câmaras e prefeituras municipais, fundamental para a mobilização de todos os envolvidos na questão da inclusão social e cidadania.

 SERVIÇO:

 DIA  30 DE JULHO – SÁBADO

 DAS 9H AS 13H –  LOCAL: ESTAÇÃO DO IDOSO

 ENDEREÇO: RUA DR JOÃO CONCEIÇÃO, 659 – PAULISTA – PIRACICABA – SP

 Público Alvo: Prefeitos, vereadores, Servidores Públicos, Pessoas com  deficiência e Sociedade Civil

Exposição de xilogravuras oferecerá audiodescrição no Ceará

 Objetos e textos explicam o processo relacionado à xilogravura nordestina 

A Exposição Xilogravura Nordestina, que oferece acessibilidade aos deficientes visuais, fica em cartaz no Centro Cultural Dragão do Mar, em Fortaleza, até o dia 31 de julho. O espaço oferece o serviço de audiodescrição, recurso que permite o acesso de pessoas com deficiência visual a produtos audiovisuais culturais. A exposição funciona no Memorial da Cultura Cearense (MCC) das 14h às 21h30.

Os interessados podem agendar grupos de até 15 pessoas para visitar o espaço que contém obras dos artistas Mestre Borges, Sebastião de Paula e Manuel Inácio. Os deficientes visuais são guiados por técnicos especializados e podem conferir a exposição através da leitura de textos e tocando objetos relacionados ao processo de xilogravura.

 

Serviço: 

Exposição Xilogravura Nordestina 

Memorial da Cultura Cearense (MCC) 

Até 31 de julho 

14h às 21h30 

Ingressos: grátis. 

Agendamento de visitas pelos números (85) 3488.8604 e (85) 3488.8611.

Fonte: www.rinam.com.br

MOZART APAGA A LUZ

 O Grupo  Amigos pra valer convida para a apresentação do espetáculo infanto-juvenil com audiodescrição, interpretação em LIBRAS e legendas: MOZART APAGA A LUZ, realizada por VIVO ENCENA .

 Ponto de encontro: Estação do metrô Conceição.

 Horário: 13:30, na catraca.

onibus: Estação Berrine linha 5701-10.

 Data: 24 de junho (domingo).

Horário: 15:00 horas.

Local: Teatro Vivo.

Endereço: Av. Dr. Chucri Zaidan, 860, Morumbi.

Convite válido para 15 pessoas. Confirmação de presença pelo e-mail: amigospravaler@amigospravaler.org        

Favor chegar com meia hora de antecedência para o início dos recursos de acessibilidade.

 

Sobre o espetáculo:

O espetáculo infanto-juvenil MOZART APAGA A LUZ conta a fabulosa história de um dos maiores  compositores da música universal,

Wolfgang Amadeus Mozart, de uma forma  extremamente divertida como uma envolvente brincadeira entremeada por músicas, detalhes inventados e informações reais.

Escrito pela dramaturga Christine Rohrig, autora e tradutora de diversos livros para o público infanto-juvenil, o espetáculo tem direção de Alvise Camozzi e figurinos de Gabriel Villela. O cenário fica a cargo de Marcus Vinícius e o desenho de luz é de Marisa Bentivegna.  No elenco, Daniel Maia (que também assina a trilha sonora) está no papel-título ao lado de Fábio Caniatto e Nábia Villela.

 

Musicografia Braille e Ensino da Música para Deficientes Visuais

IV SEMINÁRIO DE VIOLÃO DE ITAJAÍ / SC – JULHO

Oficina para músicos e educadores: Musicografia Braille e Ensino da Música para Deficientes Visuais

SOBRE O SEMINÁRIO: acontecerá de 28 a 31 de julho a quarta edição do Seminário de Violão de Itajaí, que é o mais importante evento de violão de Santa Catarina. Serão Oficinas, Workshops, Masterclass e Concertos com grandes nomes da música brasileira e da educação musical. A parte didática, que são as oficinas, masterclass e workshops acontecerão no SESC Itajaí e os Concertos no Teatro Municipal.
O evento é organizado e realizado pela AVI – Associação de Violão de Itajaí e tem como objetivo aprimorar a formação de professores e alunos que trabalham com violão, além de oferecer ao público que gosta de boa música a oportunidade de estar perto de grandes artistas da música brasileira.
Vale ressaltar que além de todo trabalho desenvolvido diretamente para o violão, também será dado continuidade a um importante trabalho de inclusão social com a oficina de Musicografia Braile, destinada a prof essores e músicos interessados em dar aula para deficientes visuais. Esse trabalho vem sendo desenvolvido desde o segundo Seminário e já rendeu importantes frutos como o Projeto “música para seus olhos”, em parceria com a ADVIR – Associação dos Deficientes Visuais de Itajaí e Região e o Conservatório de Música de Itajaí.
O evento tem o patrocínio da Fundação Cultural de Itajaí, Prefeitura Municipal de Itajaí, Lei Municipal de Incentivo à Cultura e Max Imóveis.

PROGRAMAÇÃO:
Quinta-Feira 28/07/11
09:00h Oficina Isabel Bertevelli: Transcrição de Partituras para Braille – SESC
14:00h Oficina Isabel Bertevelli: Técnicas de Ensino de Música para Deficientes Visuais – SESC
20:30h Concerto de Abertura: Luiz Mantovani e Michel de Paula – Violão e Flauta – Teatro Municipal

Sexta-Feira 29/07/11
09:00h Master Class com Luiz Man tovani- SESC
14:00h Workshop com Luiz Mantovani – SESC
16:30h Workshop com Samuel Huh: Luteria no Século XXI – SESC
20:30h Mostra Regional: Quarteto Sambaqui; Ricardo Pauletti; Vitor Garbelotto – Teatro Municipal

Sábado 30/07/11
09:00h Oficina de Técnicas de Arranjo para Violão em Estilos Brasileiros com Marco Pereira- SESC
14:00h Oficina de Ritmos Brasileiros para violão com Marco Pereira – SESC
20:30h Concerto com Paulo Bellinati e Weber Lopes – Abertura: Duo Terra Brasilis – Teatro Municipal

Domingo 31/07/11
09:00h Oficina de Técnicas de Arranjo para Violão em Estilos Brasileiros com Marco Pereira- SESC
14:00h Workshop com Paulo Bellinati e Weber Lopes
16:00h Mini Oficina: A música de Radames Gnattali para Violão com Vitor Garbelotto – SESC
20:30h Concerto de Encerramento com Marco Pereira – Abertura: Orquestra 6/8 – Teatro Municipal

LOCA L
Teatro Municipal de Itajaí – Rua Gregório Chaves, 110
SESC – Av Cel. Marcos Konder, 888

INSCRIÇÕES E INFORMAÇÕES
Zabumba Ensino Musical: 47 3045 2392
Conservatório de Música Popular de Itajaí: 47 3344 3895
http://violao-avi.blogspot.com
Telefones: 47 9965 1357 / 47 9611 3898

Miss deficiente visual DF tenta título nacional

Com baixa visão, Ciraiane Alves foi eleita Miss Deficiente Visual DF (foto: Rafaela Céo/G1)

Uma funcionária terceirizada do Tribunal Regional Federal de Brasília disputa no próximo dia 23, o título de Miss Deficiente Visual Brasil, que será realizado no Rio Grande do Norte. O concurso, que está em sua primeira edição, reúne candidatas de 14 estados e do Distrito Federal.

Ciraiane Alves Aguiar tem 25 anos e mora em Samambaia, região administrativa do DF a cerca de 35 km de Brasília. Há pouco mais de um mês, a rotina dela se resumia a tarefas domésticas, cuidados com os dois filhos e o marido e ao trabalho no tribunal.

Ciraiane teve a vida transformada depois de ser escolhida Miss Deficiente Distrito Federal, no dia 31 de maio. Agora, além das tarefas do dia a dia, ela se desdobra para cuidar do corpo, do cabelo e da pele e para conseguir apoio para concretizar o sonho de ser eleita no concurso nacional.

Com duas lesões nas retinas causadas por uma toxoplasmose congênita, doença transmitida por gatos e outros felinos contaminados, ganhando pouco mais de um salário mínimo e com o marido desempregado, Ciraiane diz que teve de lutar contra o preconceito para concorrer ao título.
O 1º Miss DV Brasil é promovido pela Associação de Deficientes Visuais do Rio Grande do Norte (Adevirn). O prêmio para a vencedora um final de semana com acompanhante em qualquer cidade do Brasil.

 Fonte: www.g1.globo.com